Procedimentos

RITIDOPLASTIA
Cirurgia Plástica de Face

Voltar

Costuma ser um dos procedimentos médicos mais indicados para a correção do envelhecimento facial natural da idade.

Esse envelhecimento facial ocorre por:

1- modificações no aspecto externo devido ao comprometimento da rede de sustentação da pele, constituída por colágeno e elastina. Em consequência, a pele perde sua elasticidade e se torna frouxa.

2- alterações em suas estruturas internas, como absorção de gordura principalmente do 1/3 médio da face, o enfraquecimento dos músculos, tendões e ligamentos e a reabsorção óssea.

Com isso, rugas e excesso de pele se tornam evidentes, principalmente na região da sobrancelha ou fronte, incluindo a formação de linhas na testa, dobra glabelar e queda da própria sobrancelha, e região periorbitária (os famosos pés de galinha).

Embora a flacidez da face esteja mais associada à idade, algumas pessoas ainda jovens, podem ter a face marcada por movimentos repetitivos da mímica de expressão e intensa exposição solar, apresentando mais rugas e um envelhecimento precoce. Outros fatores como a exposição solar, o stress, o alcoolismo, o tabagismo crônico e algumas doenças de pele também podem acelerar esse envelhecimento.

Muitas vezes, pode ocorrer uma diferença entre a idade biológica e a cronológica: a pessoa se sente muito bem fisicamente para a idade, com disposição e energia, mas revela-se com sinais de envelhecimento facial, que podem causar algum grau de desconforto e incômodo.

Atualmente, a cirurgia visa restaurar os sinais de jovialidade facial, proporcionando recuperação dos fatores que foram se modificando com o tempo, tanto as estruturas externas como internas.

Antigamente só se corrigia o excesso de pele, e não as estruturas internas, o que exigia uma tração excessiva da pele e proporcionava um aspecto artificial.

Para a realização da ritidoplastia podem ser tratados a região frontal, as pálpebras, região dos malares (bochechas), os lábios, o queixo e o pescoço, tendo cada região sua abordagem específica.

Para isso, existem vários tipos de lifting facial, sendo que cada um corrige uma determinada área da face. Por exemplo, as mudanças causadas pela idade que acometem as porções superior e média da face geralmente são corrigidas com o lifting da região frontal e do terço médio da face, respectivamente, enquanto o lifting do terço inferior rejuvenesce a região da mandíbula e a flacidez do pescoço.

Se houver a associação de rugas na região frontal, supercílio caído, rugas periorbitárias (pés de galinha) e flacidez da pele em região de pescoço é indicado o lifting completo.

 

Procedimento:

A cirurgia consiste no tratamento das estruturas internas da face que são corrigidas junto com o excesso e a flacidez da pele, dando ao rosto aparência rejuvenescida e natural.

Costuma ser realizada com anestesia local e sedação ou geral. É feita uma incisão que se acomoda dentro do couro cabeludo e nas reentrâncias naturais das orelhas, não havendo a necessidade de cortar o cabelo.

Normalmente, depois de 15 dias o paciente está com um aspecto adequado, mas ainda existe um pouco de edema, dependendo da extensão do procedimento.

É um procedimento que corrige de forma natural as marcas do tempo e de expressão.

Costuma ser associado ao tratamento do excesso de pele da região do pescoço, o que promove um rejuvenescimento mais harmonioso de toda a região.

 

Associação com a cirurgia plástica do pescoço:

Essa cirurgia possibilita o levantamento da pele da face e do pescoço. É a cirurgia mais completa de rejuvenescimento facial. É indicada para quem deseja atenuar as marcas dos sulcos faciais e diminuir a flacidez da pele da face e do pescoço.

O rejuvenescimento do pescoço se faz por meio de uma incisão anterior e posterior das orelhas. O objetivo é obter o adequado rejuvenescimento, deixando quase nenhuma cicatriz aparente.

 

Mini-lifting:

É uma cirurgia de rejuvenescimento indicada para os casos em que a flacidez e as rugas se acentuam mais em uma determinada região da face. Por exemplo, é comum pessoas com flacidez maior no pescoço, sem grande comprometimento da região frontal (testa). Por isso, esse tipo de procedimento pode ser realizado de forma localizada, onde houver maior necessidade ou na região onde o incômodo do paciente for maior.

Pode ser feito dividindo a face em três terços:

1-terço superior frontal: compreende a testa. É realizado nessa região para atenuar as rugas frontais, levantando a cauda da sobrancelha, uma das características mais marcantes do envelhecimento. A incisão é feita no couro cabeludo, no alto da cabeça.

2-terço médio: abrange a bochecha. É indicado para minimizar o sulco nasogeniano (conhecido como bigode chinês) quando este é mais profundo. Nesse caso, as incisões são realizadas na região pré-auricular, isto é, acompanhando as bordas anatômicas das orelhas, disfarçando assim as cicatrizes.

3-terço inferior: para reduzir a flacidez do pescoço e de mandíbula. Pode ser associada ou não à lipoaspiração do pescoço. Nesse caso, a incisão é feita através das orelhas em direção à nuca.

É um procedimento bem indicado para quem deseja um resultado suave e natural, sem a necessidade de uma intervenção maior.

De uma forma geral, rejuvenescimento e beleza caminham juntos e cada caso deve ser avaliado individualmente, sempre com o objetivo de oferecer os melhores procedimentos de acordo com a necessidade de cada paciente, com harmonia e bom senso.