Procedimentos

RINOPLASTIA
Cirurgia Plástica de Nariz

Voltar

A cirurgia plástica de nariz também conhecida como rinoplastia pode melhorar a estrutura e/ou tamanho do nariz.

Devido à localização central e à maior evidência do nariz em relação às outras estruturas da face, a cirurgia proporciona uma harmonia facial por meio das várias opções de técnicas disponíveis.

Além disso, os procedimentos cirúrgicos também podem ser realizados para corrigir um defeito de nascença ou trauma nasal.

É sempre importante estabelecer a proporção correta do dorso e a ponta do nariz, para obter um resultado harmonioso, em conjunto com a face.

 

Anatomia nasal

O nariz assim como as orelhas, são estruturas cartilaginosas e, por isso, sempre estão em crescimento.

Com o envelhecimento, a ponta do nariz costuma cair, devido à tração das estruturas de sustentação (músculos e ligamentos orbiculares da boca) e também as estruturas moles ficam flácidas, deixando em evidência as estruturas rígidas, dando o aspecto de que o nariz cresceu e “caiu” mais.

A presença de gibas dorsais, que são áreas de aumento de cartilagem ou osso no dorso nasal pode comprometer a estética facial.

 

Indicações:

Várias são as alterações que podem ser corrigidas com a cirurgia plástica, como por exemplo:

– O tamanho do nariz em relação a demais estruturas faciais,

– A largura e o dorso nasal,

– O perfil do nariz,

– A ponta do nariz, que pode ser grande, caída ou muito arrebitada,

– Narinas grandes ou largas,

– Assimetria nasal e desvio,

– Nariz torto ou com saliências ósseas.

 

Procedimento:

A cirurgia pode ser realizada com anestesia local e sedação ou geral.

O procedimento se processa no esqueleto nasal, basicamente na estrutura ósseo-cartilaginosa, mas às vezes pode ser na pele, reduzindo as asas do nariz e a columela (pele que fica entre as duas narinas). Quando o caso é excesso de cartilagem, a incisão é feita na mucosa, de onde é retirado o excesso, afinando-o imediatamente. Em alguns casos o osso saliente é só raspado delicadamente, evitando a fratura.

Uma vez terminada a remodelagem nasal, as incisões na parte interna do nariz são fechadas com fios absorvíveis. Pode ser necessário o uso de bandagens externas (micropores) modelando e ajustando a pele à nova  estrutura óssea-cartilaginosa

 

Recuperação:

Como em qualquer procedimento cirúrgico, costuma ocorrer hematomas e edema, sobretudo, na porção superior do rosto e ao redor dos olhos. Esses sintomas em geral  desaparecem nos primeiros dias após a cirurgia. A maior parte do edema desaparece em poucas semanas, mas um edema de pouca importância pode persistir por alguns meses.

 

Resultados:

Dependendo da velocidade de desaparecimento dos hematomas, o retorno ao trabalho costuma ocorrer em torno de sete a dez dias.

O resultado final da cirurgia pode demorar de 6 meses até 1 ano, mas antes já é possível uma melhora da fisionomia e harmonia facial.