Procedimentos

NINFOPLASTIA
Cirurgia Íntima

Voltar

A cirurgia íntima é uma plástica realizada na região genital feminina ou masculina, onde podem ser corrigidos os aspectos anatômicos que estejam comprometendo tanto a parte estética como funcional dos órgãos genitais em questão.

Nem sempre os órgãos genitais femininos ou masculinos têm uma aparência natural para os seus portadores. Muitas vezes a desarmonia dos genitais pode comprometer o emocional e o desempenho íntimo, provocando insatisfações, conflitos e desinteresse sexual.

Antes havia muito preconceito e timidez para comentar esse assunto, uma vez que não era comum a correção. Para trazer maior satisfação a quem sente incômodo ou vergonha de sua anatomia, hoje se recorre a técnicas bem difundidas da cirurgia plástica íntima.

Podemos notar que a procura pela cirurgia plástica íntima está aumentando. Além dos ótimos resultados, é uma opção para o paciente se sentir mais confortável em buscar ajuda referente à parte estética genital e melhorar muito a sua qualidade de vida.

Várias são as situações que podemos enumerar como queixas:

 

Excesso de gordura na região pubiana masculina:

O excesso de gordura na região pubiana masculina é uma das queixas masculinas mais comuns sobre a parte genital. Esse excesso de gordura costuma esconder o tamanho real do pênis. É um incômodo que pode ser corrigido com a lipoaspiração que promove melhora estética da região.

 

Excesso de gordura na região pubiana feminina:

A presença de excesso de gordura na região pubiana feminina (monte de Vênus) costuma ser uma queixa comum de insatisfação. Da mesma forma que nos homens, essa gordura pode ser retirada com a lipoaspiração e os resultados são excelentes.

 

Imperfeições nos pequenos ou grandes lábios:

A parte íntima da mulher (pequenos e grandes lábios) é o símbolo máximo da feminilidade.

Nessa região o formato e o tamanho são muito variados. Como não existe um consenso da aparência ideal das partes íntimas, apenas a mulher é capaz de julgar se as mesmas estão em equilíbrio com o resto do corpo.

Quando há aumento de tamanho dos pequenos lábios é feita uma ressecção para redução do excesso de pele e mucosa, restabelecendo a simetria. É um procedimento que não compromete a sensibilidade da região.

Quando os grandes lábios estão murchos e flácidos pela perda de elasticidade do tecido, pode ser feito preenchimento com gordura da própria paciente ou substâncias sintéticas específicas. É o procedimento chamado labioplastia.

 

Imperfeições na vagina:

Em mulheres maduras, que em geral já tiveram uma ou mais gestações, pode ocorrer o murchamento vaginal, que é uma alteração que costuma causar constrangimento pelo seu aspecto antiestético.

A correção é feita por meio de enxerto de gordura da própria paciente, restaurando o volume dos grandes lábios e a recuperação anatômica da região.

Em outras situações pode ocorrer também escurecimento da mucosa vaginal, onde se retira uma pequena parte de mucosa dos lábios na área escurecida para melhorar o aspecto estético.

 

Mamilos hipertróficos:

Por fim, a presença de mamilos hipertróficos é outra alteração que compromete a estética feminina no sentido íntimo e existem técnicas que diminuem as laterais e a base do bico mamário (papila principal do complexo aréolo-mamilar) sem interferir com os ductos mamários. Assim, a mulher não perde a sensibilidade e pode amamentar normalmente.

Geralmente, todos esses procedimentos são realizados com anestesia local e sedação, sem necessidade de internação e o tempo de recuperação costuma ser aproximadamente de 15 a 30 dias para voltar à atividade sexual normal.