Procedimentos

LIFTING DE GLÚTEOS
Cirurgia Plástica do Bumbum

Voltar

O formato de glúteos torneados e arredondados é o padrão estético desejado pela grande maioria das mulheres. A ausência de uma genética favorável e a presença de vários fatores comprometedores deste padrão como excesso de peso, emagrecimento, sedentarismo e envelhecimento fazem com que muitas mulheres incomodadas procurem ajuda da cirurgia plástica.

 

Formas de remodelar os glúteos:

 

1 – Aplicações de gordura

O procedimento consiste em retirar a gordura de alguma outra região do corpo, tal como região abdominal e região de cintura (flancos) e injetá-la no bumbum. Com a ajuda das cânulas de lipoaspiração, o cirurgião vai remodelando as formas do glúteo, de modo a deixá-lo não só maior como também mais modelado.

 

Técnica:

A gordura previamente lipoaspirada é injetada em pequenas quantidades, em várias camadas da região glútea, por meio de uma pequena incisão feita no cóccix com uma cânula fina.

É um procedimento realizado com anestesia local. Não há necessidade de internação.

No período pós-operatório, é importante evitar o sol durante um mês e exercícios físicos durante dois meses.

O resultado final do procedimento só pode ser conferido depois de três a seis meses.

 

2 – Aplicações de polimetilmetacrilato (PMMA)

Trata-se de um produto sintético, uma espécie de gel, que é utilizado para realizar pequenas correções em glúteos, principalmente em mulheres magras. Promove um contorno arredondado dos glúteos de forma natural.

 

Técnica:

Uma microcânula faz duas perfurações, uma em cada lado, para a aplicação do produto que deve ser em pequenas quantidades. Quando o gel chega ao glúteo médio, o médico molda o formato desejado. É uma intervenção realizada com anestesia local. Não há cicatriz e não há necessidade de internação. Apresenta um efeito melhor em quem tem um bom tônus muscular.

 

3- Implante com Hidrogel –polyamida hydrophilic gel

 

Representa a mais nova geração de implante para preenchimento corporal e facial, e uma de suas finalidades é proporcionar o aumento de volume dos glúteos.

É um material absorvível e dura em média 5-6 anos na região corporal, o que propicia um resultado mais duradouro em comparação á outros produtos absorvíveis.

Esse produto não migra, ou seja, permanece inerte no local implantado. É biocompatível com o organismo humano, desta forma, não causa qualquer tipo de reação quando aplicado na pele.

A quantidade a ser colocada é pré-definida pelo cirurgião plástico na consulta com o paciente. Não há quantidades mínimas ou máximas, pois varia de acordo com a necessidade.

Após a aplicação é feita uma pequena sutura e um curativo no local.

Não reage com produtos que tenham sido implantados anteriormente. Caso seja necessário, pode ser feita uma reaplicação do produto com o intervalo mínimo de 90 dias.

Seus resultados na volumetria são percebidos imediatamente após o tratamento, e o paciente volta às atividades habituais rapidamente.

 

4 – Os implantes de silicone

É o implante de duas próteses de silicone, uma em cada glúteo, de tamanho e forma pré-definidos, em um espaço criado no interior dos músculos. É um procedimento reversível. Para quem tem a musculatura dos glúteos muito fina e flácida não funciona e o resultado fica artificial.

 

Técnica:

As duas próteses são inseridas através de um corte de 7 cm um pouco acima do cóccix e alojadas atrás do glúteo máximo, a maior musculatura das nádegas. Os pontos internos são absorvidos e os externos removidos depois. A anestesia utilizada é a peridural com sedação e 24 horas de internação. O pós-operatório requer repouso de no mínimo uma semana, deitada de bruços ou de lado.

A cicatriz fica discreta por se confundir com a linha natural do corpo.

Para melhorar o resultado obtido com os implantes glúteos, em alguns casos pode ser indicadas lipoaspirações de determinadas áreas, para melhorar o contorno das nádegas.

Após a inclusão dos implantes glúteos, ficam contra indicadas aplicações de medicação intramuscular (injeções) nos glúteos.

O bom resultado estético dos glúteos depende da escolha da melhor técnica indicada para cada paciente em particular, principalmente das características anatômicas e da idade de cada paciente.

Seja qual for a técnica escolhida, sendo bem indicada, o resultado será muito compensador.